Antidemon em entrevista na RCC 01.01.2015

RCC entrevista: ANTIDEMON

quinta-feira, 1 de janeiro de 2015

HOJE TEMOS A HONRA DE TRAZER UMA ENTREVISTA MAIS QUE ESPECIAL!

PARA COMEÇARMOS 2015 EM ALTO NÍVEL, ESTAMOS TRAZENDO UMA ENTREVISTA COM O ANTIDEMON, QUE FALARÁ UM POUCO SOBRE A BANDA E TODA SUA TRAJETÓRIA NESSES 20 ANOS DE CARREIRA. AGRADEÇO AO PASTOR BATISTA, QUE MESMO EM MEIO A CORRERIA DO DIA A DIA, NOS ATENDEU, CONCEDENDO ESSA SUPER ENTREVISTA!

VAMOS A ELA ENTÃO:

RCC: – O ANTIDEMON É UMA BANDA QUE JÁ TEM 20 ANOS DE ESTRADA, COMO FOI O INÍCIO DA CAMINHADA DE VOCÊS COMO BANDA?

– O Antidemon começou suas atividades em janeiro de 1994, fruto de um chamado que Deus me deu. Em sua maioria todo inicio de uma banda é algo difícil… Para o Antidemon pareceu muito difícil mesmo, pois não se havia o recurso mínimo para se começar a ensaiar, sem instrumentos e sem local para ensaio… Tudo foi muito improvisado, sem falar no nome que era motivo até de gozação para algumas pessoas. Foi mesmo em obediência a quem levantou esse Ministério que ele insistiu em ir em frente. Cada evento marcado para a banda era motivo de muita alegria, pois era muito difícil conseguir isso.

RCC: – COMO SURGIU O NOME ANTIDEMON?

– Após fazer uma lista de muitos possíveis nomes, sem gostar de nenhum, um dia tive um sonho em que estava conversando com um Senhor que usava um terno branco. A conversa era sobre o nome para a banda. Eu disse a ele: Não estou conseguindo encontrar um nome para a minha banda… Então ele me respondeu: Você já tem esse nome! Esta escrito em sua camiseta! Quando olhei eu estava vestido com uma camiseta que eu mesmo havia pintado a mão… resultado de um erro que havia cometido… Queria pintar algo com a descrição: “Antídoto contra o diabo”… mas errei e ao invés de escrever Antido… Escrevi Antide… e a solução foi completar para não perder a camiseta…  Então escrevi “Antidemon”… Era essa a camiseta que estava usando no sonho. Entendi que esse era o nome que Deus havia me dado.

RCC: – QUAL O LINE-UP ATUAL DA BANDA?

– Eu, Batista, no baixo e Voz, Juliana Batista na bateria e temos contado com a ajuda de várias pessoas nas guitarras do Antidemon nos últimos 2 anos. Atualmente que está nos ajudando é Flavio Ferreira.

RCC: – TODOS OS CD’S DO ANTIDEMON TEM AS CAPAS ILUSTRADAS POR VOCÊ? DE ONDE SURGE A INSPIRAÇÃO PARA ELAS, JÁ HOUVE ALGUMA RESISTÊNCIA DOS MAIS TRADICIONAIS AO VER ESSAS CAPAS?

– Sim… As quatro capas de nossos 4 cds são pinturas em telas que eu mesmo fiz.
Com o meu comprometimento mais sério com a Fé e dedicação a missão que passei a ter com a banda, comecei a ter muitas visões do mundo espiritual. Visões dadas por Deus. Essas visões eram muitas vezes com formas e ambientes fora do comum ou seres sobrenaturais. Algumas dessas visões me passaram a necessidade de tentar contar para as pessoas, mas parecia impossível que elas entendessem ou imaginassem o que eu estava vendo. Como podia ver muitos anjos e demônios, comecei a tentar desenhá-los e assim poder expressar, mostrar para outros um pouco do que eu via em minhas visões. Primeiramente comecei usar os desenhos em meus cartazes de shows do Antidemon. A partir de 1998 veio à necessidade de criar algo para a capa e encarte do primeiro cd da Banda, o “Demonocídio”. Com isso me arrisquei pela primeira vez tentar reproduzir minhas visões em uma tela com tinta acrílica e pinceis. Nunca havia feito isso nem na escola. Mas a necessidade era eminente e comecei a pintar os primeiros quadros.
Mesmo com total conhecimento da limitação de meus traços e da minha técnica rudimentar decidi utilizar as obras que havia pintado, pois além da necessidade das imagens para o Cd, eu estaria passando para as pessoas que tivessem acesso a essas ilustrações, um esboço do que era o mundo espiritual que Deus estava me mostrando, causando a elas um pouco de conhecimento desse mundo invisível para a maioria das pessoas.
Com certeza muitas pessoas não entendem e muitas nos criticam severamente por termos as capas de nossos discos estampando esses demônios destruídos…  O pessoal do “Black Metal” por se sentirem desrespeitados quando vêem em nossa ilustração os demônios derrotados. Os Evangélicos nos criticam por acharem incorreto utilizarmos pinturas de demônios em nossas capas. Mas não importa… Continuaremos fazendo o que Deus nos orientar a fazer… Afinal importa agradar a ele.

RCC: – QUEM ACOMPANHA A CARREIRA DE VOCÊS SABE QUE VOCÊS JÁ RODARAM O MUNDO, CONTE UM OU MAIS MOMENTOS MARCANTES DESSAS VIAGENS.

– Uma das nossas mais inesquecíveis aconteceu quando tocamos “Metal” para pessoas que não tem nada a ver com esse estilo de música ou mesmo nunca viram ou ouviram nada parecido, foi na cidade de Oruro – Bolívia.  A apresentação foi na praça principal da cidade e estava cheia. Era como se nunca acontecesse muita coisa por ali e todos estavam presentes… Uma multidão, e entre eles muitas pessoas de idade, crianças e principalmente muitas “Cholas” que são mulheres nativas da terra e usam saias longas e super-rodadas e um espécie de chale super colorido embrulhado nos ombros, blusas muito estampadas e um chapéu por cima do cabelo dividido em duas longas tranças. Só mesmo não tinha nenhum cabeludo, headbanguers, punks ou metaleiros…
Anunciaram a nossa apresentação e quando aquele povo todo começou a ouvir o barulho que fazíamos com a distorção de guitarra, voz gutural… A bateria como uma metralhadora… Ficaram bastante assustados… Mas já no meio da musica as “Cholas” começaram a pular e dançar, levantando as mãos e agitando suas saias. Todos foram contagiados. Quando comecei a anunciar sobre nossa fé e sobre o amor de Jesus, todos pareciam estar muito surpresos, pois não esperavam sair de nossas bocas algo assim. Quando fiz um apelo para que recebessem Jesus Cristo, foi um alvoroço! Parecia que toda aquela multidão vinha ao nosso encontro… Muitos choravam e de mãos levantadas se entregaram a Jesus. Para nós foi incrível ver aquilo e sentir que independente de onde estivermos poderemos ser usados com essa música e estratégia que Deus nos deu.

RCC: – ATÉ BEM POUCO TEMPO ATRÁS A BANDA ERA INDEPENDENTE, QUAIS AS PRINCIPAIS MUDANÇAS QUE ESTAR EM UMA GRAVADORA TROUXE E COMO TEM SIDO A REPERCUSSÃO DO ÚLTIMO TRABALHO?

– Sim! Estarmos com a Rowe Productions em primeiro lugar trouxe a oportunidade de gravarmos um disco a mais e um ótimo estúdio e com um dos melhores produtores do estilo no Brasil. Também foi muito bom ter o cd distribuído em varias partes do mundo e notar que nosso trabalho estava chegando a lugares que nunca antes havíamos conseguido. E o outro fator foi ter o Steve Rowe mais perto de nós, dia a dia nos incentivando em cada passo, desde o momento da gravação até os dias de hoje. Somos gratos e felizes por estar com a Rowe Productions.

RCC: – QUAL O LUGAR MAIS INUSITADO AONDE O ANTIDEMON JÁ TOCOU?

– Já foram muitas apresentações inusitadas… Mais os 6 shows na Rússia em 2013 realmente foram acontecimentos que nossa mente não alcançava. Estar ali em um país tão longínquo e com pessoas de um idioma tão diferente aclamando e gritando o nome da banda foi muito especial e um presente de Deus ao nosso trabalho.

RCC: – VOCÊS ACABARAM DE LANÇAR CD (APOCALIPSE NOW), DVD (THE MISSION) E UM CLIPE (DA MÚSICA “WELCOME TO DEATH”). QUAIS OS PRÓXIMOS PROJETOS DA BANDA?

– Creio que desde o terceiro disco os lançamentos da banda sempre acabaram sendo surpresas para nós. Esses 03 lançamentos citados, por exemplo, foram propostas feitas a banda que nos surpreendeu e abençoou nossa missão. Tentamos estar sempre preparados para o que vier, pois sabemos que enquanto trabalhamos Deus estará levantando pessoas e apoiadores para fazer acontecer coisas grandes e firmes que não sabemos nem o que será.

RCC: – QUAIS AS MÚSICAS QUE NÃO PODEM FALTAR NO SET-LIST DE VOCÊS?

– Por conta da exigência do público, hoje em dia as que não podem faltar são: Massacre, O que era ruim ficou pior, Viagem, Suicídio, Welcome to Death, Insanos Condenados, Domínio, Vírus… Porem como nos apresentamos constantemente ao vivo em várias partes do mundo isso muda bastante… Outro dia em uma apresentação em São Luis do Maranhão, em coro pediam a música “Ataque Satanás” e há muito tempo não a tocávamos.

RCC: – QUAIS AS BANDAS QUE INFLUENCIARAM O SOM DE VOCÊS NO INÍCIO?

– Pode parecer certo orgulho, mais realmente nunca fui influenciado por outras bandas, pois quando tudo começou eu não curtia metal nem algum gênero da musica underground. Em 1993 quando senti o chamado para começar o Antidemon, recebia músicas como revelação de Deus… Os riffs vinham a minha cabeça, bem como as letras… Músicas que fazem parte de nossos 4 discos e outras que estão para serem gravadas ainda e já foram dadas por Deus nessa época.

RCC: – COMO A GENTE FAZ PARA CONTATAR/ CONVIDAR/ ADQUIRIR CD’S E CAMISAS DA BANDA?

– Nosso e-mail de contato é o antidemonband@yahoo.com.br.

RCC: – AGRADEÇO A ENTREVISTA E PEÇO QUE DEIXEM UMA MENSAGEM PARA OS LEITORES DO BLOG RCC.

– Agradeço de coração ao Blog ROCK COM CADEIRAS por essa oportunidade de expressarmos nossa História e idéias através dessa agradável entrevista e aos leitores que dedicaram seu tempo para saber mais sobre nós. Que Deus os abençoe e faça com que cada um de vocês possa conhecer mais e mais o poder mais incrível desse Universo que vem dEle.

 

Fonte: RCC / Rock com cadeiras http://rockcomcadeiras.blogspot.com

Share:

Leave a Reply

Antidemon Band © 1994 ~ 2019 | All rights reserved. | site by Semente Studio